Publicações

25/01/2017 Projeto ETD

Empresa Parceira: Agromac

A Agromac Indústria e Comércio de Equipamentos Agrícolas foi fundada em 2002, em Passo Fundo – RS – Brasil. Constituindo-se através do alinhamento de sua eficiente gestão, com uma trajetória ascendente, é formada por um grupo técnico especializado e focado na inovação tecnológica, movidos pelo desafio de prover e impulsionar a mecanização agrícola no plantio e fertilização do solo, procurando promover e inspirar ações e atitudes para uma agricultura sustentável para esta e para futuras gerações. É líder brasileira na dosagem de fertilizantes nas linhas de plantio. Está presente em mais de 90% dos fabricantes de máquinas e implementos agrícolas brasileiros e em mais de 42 países do mundo. Possui uma série de distinções estaduais e nacionais, por apresentar notáveis avanços em  tecnologia, design, inovação, viabilidade de utilização e comercialização.

Projeto:

O depto de P&D da Agromac buscou a Inel com o intuito de apresentar seu projeto do ETD (Eletronic Table Dosage ou, em português, Tabela Eletrônica de Dosagem) e buscar uma parceria para o desenvolvimento do equipamento. Por serem empresas da mesma cidade e com o mesmo intuito, promover a inovação tecnológica no campo, a parceria se tornou real e após alguns meses de desenvolvimento, a versão de testes do ETD Agromac estava pronto. O equipamento eletrônico, foi apresentado na Expointer 2016, em Esteio/RS, e colaborou para que a Agromac recebesse o prêmio “Troféu Três Porteiras da Federasul” com o case “Agricultura digital: a grande inovação presente nos equipamentos de plantio e fertilização do solo”, onde estava relacionado o ETD.

Produto Final:

O equipamento desenvolvido é capaz de orientar o operador na realização das calibrações e ajustes necessários das engrenagens da plantadeira para que seja determinada a quantidade exata de fertilizante para atender a demanda da cultura a ser implantada. Sua utilização elimina variações de dosagem que ocorrem quando se utiliza a tabela convencional para regulagem do maquinário de plantio. Também é possível:

  • o gerenciamento dos insumos, fertilizantes e sementes, possibilitando o controle de custos e a eficiência da cultura;
  • controlar as horas parciais e totais trabalhadas das máquinas e equipamentos;
  • obter informações sobre a área efetiva da lavoura parcial e total sobre a área plantada;
  • armazenar informações, cruzar e analisar dados com elevado grau de precisão;
  • prever a quantidade de fertilizante e sementes que serão utilizados, customizando a aplicação de recursos financeiros e/ou agronômicos para cada talhão.
Projeto ETD Fertilizantes